Ir para o conteúdo

Mel na Estrada

Turmalina - MG: onde o barro vira arte sustentável

Por: Equipe Vai por Mim + Mel Fronckowiak

| 21 de Outubro

Estamos de passagem por terras mineiras, mais uma das nossas Rotas Sustentáveis. Saiba quais são os atrativos culturais de Turmalina, no Vale do Jequitinhonha - MG!

Oh, Minas Gerais”... nós te conhecemos e podemos dizer que você é mesmo inesquecível! Estamos de passagem por terras mineiras em mais um episódio de Rotas Sustentáveis, com Mel Fronckowiak. Nossa parada foi na acolhedora Turmalina, no Vale do Jequitinhonha - MG.

A simplicidade interiorana combinada à tradição do artesanato local fazem do pequeno município um polo do turismo sustentável na região. Que tal acompanhar a Mel na Estrada e botar a mão no barro, assim como ela fez?!

Veja como foram os dias da Mel no Jequitinhonha - MG:

Continua depois da Publicidade

5 fatos sobre o Vale do Jequitinhonha - MG

Visitar o sertão mineiro é como passear pela história, entender as raízes, compartilhar o cotidiano de um povo com poucos recursos, mas muitos saberes. O Vale do Jequitinhonha é uma região localizada no nordeste de Minas Gerais, e nós vamos te contar 5 fatos sobre esse cantinho no interior de Minas.

  • A região é composta por mais de 50 municípios, que são divididos em Baixo, Médio e Alto Jequitinhonha;
  • O vale é amplamente reconhecido pela riqueza da arte nativa, por outro lado, é lembrado como um local com baixos indicadores sociais. Segundo dados do IBGE, obtidos em 2014, seu Produto Interno Bruto (PIB) representa apenas 1,4% do PIB do estado;
  • Apesar disso, atividades pecuárias e manuais garantem o sustento da população do vale, além de fazer a fama da região para quem assiste de fora;
  • O vale é totalmente atravessado pelo rio Jequitinhonha, e por isso recebe esse nome;
  • A vegetação predominante na região é a Mata Atlântica, com participação dos biomas da Caatinga e do Cerrado.

Agora bora conhecer os encantos de uma das cidades do vale!

Turmalina, a preciosa de Minas Gerais

A extração de pedras preciosas em solo mineiro é histórica, como aconteceu nos municípios de Turmalina e Diamantina, os quais foram nomeados dessa forma não por acaso.

É interessante lembrar que Turmalina antes era o Arraial de Nossa Senhora da Piedade e depois mudou seu nome e seu status. De povoado, passou a ser uma vila, subiu ao posto de distrito de Minas Novas e, finalmente, tornou-se um município independente.

A cidade de Turmalina está localizada no Alto Jequitinhonha, que é o recorte mais próximo da região metropolitana de Belo Horizonte - MG. É bem fácil chegar a esse destino, viu?!

São mais ou menos 480 km de distância da capital mineira, com belas paisagens ao longo da estrada que passa pela Serra do Cipó e cidades históricas, como Conceição do Mato Dentro, Serro e Diamantina.

Aliás, o município reserva muitos encantos naturais e ancestrais para os visitantes que desejam saber o que fazer em Turmalina, no Jequitinhonha - MG. Uma das atrações turísticas da cidade é o Vale da Lapa do Veado, situado no distrito de Caçaratiba, na Serra do Espinhaço.

Nesse recanto arqueológico da zona rural, você pode apreciar pinturas rupestres, cânions e desfiladeiros rochosos enquanto contempla a vegetação. Outra opção de ecoturismo em Turmalina é o cânion localizado na Comunidade de Degredo, que conta com uma cachoeira em meio às pedras.

E quando o assunto é cultura popular, a cidadezinha do sertão mineiro dá um belo show!

Ampla vista de uma longa estrada de terra, margeada dos dois lados por vegetação.
Chegar em Turmalina é a aventura perfeita para quem ama pegar estrada

Continua depois da Publicidade

A música e a dança em Turmalina - MG

"O mundo se encanta, a cultura se mistura e a arte cresce, então como é belo o meu sertão”. É assim que a prefeitura da cidade apresenta as principais representações culturais que se mantêm vivas graças aos moradores que reconhecem sua ancestralidade.

Os ritmos folclóricos ficam por conta do Grupo dos Caboclinhos, que marcam presença na Festa do Divino, celebrada no mês de julho. Os participantes são crianças e adolescentes que simbolizam povos indígenas, cantando e dançando pelas ruas da cidade.

Outra dança típica do folclore regional é a Marujada de Nossa Senhora do Rosário. Os homens que participam representam marinheiros enfrentando batalhas em alto mar e trazem ao público suas canções que remetem à guerra dos cristãos contra os mulçumanos.

O artesanato pelas mãos das mulheres do Vale do Jequitinhonha - MG

Nem só de canções típicas vivem os turmalinenses. Vai por mim, o artesanato em cerâmica é o carro-chefe, símbolo do Vale do Jequitinhonha. A produção das peças é uma tradição transmitida a cada geração, sobretudo entre as mulheres.

Embora também existam homens atuando nessa atividade, é um ofício majoritariamente feminino porque os homens da família costumavam sair das cidades em busca de emprego. A arte foi a solução encontrada para garantir a renda familiar e acabou se tornando Patrimônio Cultural do Estado de Minas Gerais, em 2018.

Uma das artistas de maior renome nesse ramo – conhecida na região, no país e até no exterior – é Zezinha Gomes. Sua história remete ao fato de que a carreira começou por necessidade ainda na infância e, hoje, ela é reconhecida por outras mulheres como uma “mestra do barro”.

Mel Fronckowiak e a artista Zezinha Gomes sentadas em um banco de madeira em um quintal arborizado. Ao fundo, bonecas esculpidas em cerâmica.
Zezinha Gomes é uma das mais reconhecidas artistas do Vale do Jequitinhonha.

Tudo pela arte sustentável

Turmalina é uma pedra preciosa, mas quem brilha mesmo na cidade é o barro. Isso porque a comercialização de peças em cerâmica é a principal atividade econômica dos municípios do Jequitinhonha.

A Mel foi conhecer com mais detalhes como acontece o processo, afinal, toda obra de arte produzida pelas mãos das artesãs locais começa pela extração do barro. O roteiro “Do barro à arte” é uma iniciativa de turismo sustentável em que os visitantes são conduzidos pela Trilha do Barreiro, acompanham e participam de cada passo da coleta da matéria-prima.

Uma vez extraído, o barro é moído no pilão, depois o pó é umedecido e está pronto para a modelagem da peça.

E para finalizar as peças, nada como uma boa pintura natural. Isso mesmo, os pigmentos que as artesãs utilizam são frutos da natureza. As tintas, também originadas no barro, são chamadas pelas artistas locais de “oleio”.

Ah, nossa apresentadora também conheceu algumas mulheres da Associação dos Lavradores e Artesãos de Campo Alegre (Alaca). O grupo, que já tem 80 anos e conta com 49 artistas, é apenas uma das diversas associações que existem na região.

  • Dica Vai por Mim: o turismo de experiência também tem seu lugar na charmosa Turmalina - MG. A comunidade local protagoniza o que se chama Turismo de Base Comunitária, uma ação que coloca os moradores à disposição dos visitantes para que conheçam o cotidiano e a cultura regional. O pilar dessa iniciativa é a sustentabilidade social, econômica e ambiental, incluindo a arte em barro como atração.

Onde ficar em Turmalina - MG: conheça um receptivo familiar

Quem conhece um pouquinho do povo mineiro sabe que hospitalidade é uma característica marcante. Você chega e é recebido com abraços calorosos, um café quentinho, bolo de fubá na mesa e um pedaço de queijo.

Em poucos minutos, parece até que já faz parte da família. É assim que acontece no Receptivo Familiar da Deuzani. A hospedagem caseira, genuinamente interiorana, é perfeita para mergulhar na história e nos saberes de uma das mulheres que se dedicam ao artesanato do Jequitinhonha - MG.

Mel e você na estrada

Você já sabe que Mel Fronckowiak só dá sugestão boa, e a gente sabe que você ficou com vontade de conhecer esse pedacinho de Minas Gerais, né?! Então, como fica a pouco mais de 480 km de Belo Horizonte, pode ter certeza que a viagem é tranquila e dá até para fazer paradas em outras cidades.

Saindo da capital mineira, você pode cair na estrada em um carro econômico, como o Volkswagen Gol ou o Voyage. Dirija sempre com segurança e aproveite as ofertas de nossos parceiros para tornar sua experiência ainda mais agradável!

  • Pensando em visitar cidades históricas de Minas? Tiradentes - MG é uma ótima escolha.
  • Se prefere ficar mais perto da capital, faça uma visita a Brumadinho - MG.

O próximo destino nos aguarda!

Mel na Estrada

Descubra destinos e experiências transformadoras viajando de carro com Mel Fronckowiak.

Perfeito para você

Receba dicas de roteiros de viagem e tudo sobre o universo dos automóveis no seu e-mail.

Esse site é protegido por reCAPTCHA. As Políticas de Privacidade e Termos de Serviço do Google se aplicam.
Oba! Valeu por ser inscrever. Logo mais você receberá nossas novidades no seu e-mail.

Comentários

Esse site é protegido por reCAPTCHA. As Políticas de Privacidade e Termos de Serviço do Google se aplicam.
Seu comentário será verificado
e poderá ser publicado em breve.
Maria de Matos Assis

Parabéns felicidades que Deus abençoe este maravilhoso trabalho.

Oportunidades imperdíveis

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao navegar você concorda com nossa política de privacidade. Saiba mais.